Skip to content

Teoria Geral do Direito Civil – Aula #7

September 12, 2013

Extinção da Personalidade

A Extinção da Personalidade pode ser de três tipos:

1 – Morte real

2 – Morte presumida

3 – Morte Civil

A Extinção da Personalidade natural ocorrerá com a morte real, que representa aquela de corpo encontrado, atestada por certidão de óbito. (Lei 9434/ 97 – Lei dos transplantes). Essa determina que a morte real se dará com a parada da atividade cerebral.

A hipótese de momento da morte que definirá a extinção da personalidade jurídica poderá ser provada por um laudo técnico (médico).

A Comoriência é o fenômeno jurídico em que os indivíduos serão tidos como mortos simultaneamente, e com consequência em herdeiro não herda do outro.

A Morte Presumida é o instrumento jurídico pelo qual se protege os interesses do ausente que não tinha curador, e desapareceu sem deixar notícias.

*Curador – todo o cidadão que tem a incumbência de tratar dos bens ou negócios daqueles que estão incapacitados de o fazer, como órfãos menores, toxicômanos, doentes mentais ou inválidos.

A Morte Civil ocorrerá quando na sucessão hereditária o herdeiro é afastado por indignidade. ´´Será tido como se morto fosse“.

A Ausência é o instrumento jurídico pelo qual se protege os interesses daquele que não deixou notícias sem curador ou representante.

Fases da ausência

A requerimento do interessado ou do Ministério Público: o juiz nomeará curador que sob compromisso de um ano para administrar todos os bens do ausente, bem como seus frutos para depois devolvê-los.

*Os interessados são: cônjuge, ascendentes e descendentes.

O curador será responsável pela prestação de contas.

Após um ano ou três anos como representantes, os interessados poderão requerer a Sucessão Provisória por sentença, que somente produzirá efeitos após 180 dias da sua publicação. A partir daí, os herdeiros poderão entrar na posse dos bens, hipotecar ou alienar os imóveis mediante autorização do juiz.

A Sucessão Definitiva trata da hipótese de cogitação da morte, em que dez anos após a sucessão provisória, os interessados poderão requerer a Sucessão Definitiva.

Se o desaparecido tiver 80 anos, esse tempo cai para cinco anos.

A Extinção da Personalidade de dará após esse prazo, sendo que quase definitivamente, pois se este retornar em dez anos seguintes à sucessão definitiva, retomará os seus bens no estado em que eles se encontrarem, ou se os bens tiverem sido vendidos, o valor da venda deverá se restituído.

A sub-rogação: o ausente substituirá em direitos e obrigações e sub-rogado.

*Sub-rogação:

1. Ato de sub-rogar-se, de se imitir em algo. É a assunção de dívida no lugar do devedor original.
2. Ato de substituir as obrigações de outrem.
3. Decorre da vontade das partes ou de uma situação fática.

Advertisements
Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: