Skip to content

Psicologia Jurídica: Borderline, Dependência e Paranoia! #9

May 3, 2013

Continuando o estudo dos diferentes tipos de personalidades. Professora Nanci é fera demais!

De gênio e louco, cada um tem um pouco. Augusto Cury.

Destacando que para que a característica de personalidade seja diagnosticada existe a necessidade do diagnóstico de um profissional provando que existe um comportamento EM EXCESSO, portanto é normal nos identificarmos com alguns dos exemplos citados.

Características do transtorno da personalidade borderline (limítrofe) e exemplos:

1. Padrão de relacionamento instável. Pelo medo da solidão, sempre estão acompanhadas de pessoas diferentes.

2. Variação rápida de humor. Uma hora está sorrindo, e minutos depois está triste.

3. Comportamento impulsivo: sexual, gastos financeiros, abusos de substâncias psicoativas (cigarro, álcool, remédios, drogas) dirigir irresponsavelmente.

4. Rápida variação das emoções, passando de um estado de irritação para um estado de angústia seguido de depressão. Após uma crise, tende a se sentir deprimido.

5. Sentimento de raiva, falta de controle e lutas corporais. Respondem a situação de estresse com fúria.

6. Comportamento suicida ou automutilante. Cortam os pulsos, pescoço, ameaçam se matar em troca de atenção.

7. Sentimentos de vazio e tédio. Isola-se no ambiente escolar e de trabalho, mesmo com muitas atividades ao seu redor.

8. Duvidar a respeito de si, deu sua identidade sexual e carreira profissional. Não se conhece profundamente, não tem certezas em relação a sua orientação sexual e profissional.

Visão de si: carente, solitário, fraco.

Visão do outro: forte, desconfiado.

Principal crença: não suporta a solidão.

Estratégia: suplicar, agredir e manipular o outro.

Característica do transtorno da personalidade dependente e exemplos:

1. Incapaz de tomar decisões. Exige uma quantidade excessiva de conselhos e reafirmação de outras pessoas.

2. Permite que os outros decidam aspectos importantes de sua vida. Onde morar, qual profissão seguir.

3. Submete as suas próprias necessidades aos outros. Não escolhe o prato em um restaurante, não escolhe qual filme assistir.

4. Evita fazer exigências de seus direitos. Não reclama de troco errado, não reclama de produtos com defeitos.

5. Sente-se desamparado quando sozinho, por medos infundados. Sensação de abandono, pensa que está sozinho porque ninguém quer ficar com ele.

6. Medo de ser abandonado em relacionamento íntimo. A qualquer suspeita de abandono, tende a terminar o relacionamento para procurar outra pessoa.

7. Facilmente ferido por críticas ou desaprovação. Sente-se excessivamente magoado quando o chefe reprova seu trabalho, quando os pais dizem não.

Visão de si: fraco, desamparado, necessitado.

Visão do outro: forte, competente, suportivo.

Principal crença: preciso de pessoas fortes para ser feliz.

Estratégia: cultiva relações de dependência, apoiar-se.

Características do transtorno da personalidade paranóide e exemplos:

1. Excessiva sensibilidade em ser desprezado. Se assemelha com o transtorno da personalidade borderline. Precisa sempre de ter alguém que conheça do lado.

2. Tendência a guardar rancores. Não perdoam, mesmo após conversas e pedidos de desculpas.

3. Recusa-se a perdoar insultos, injustiças. São orgulhosos, sempre pensam que estão corretos.

4. Tendência a distorcer e interpretar atitudes neutras ou amistosa de modo maléfico. O que para outros parece ser normal, para eles não.

5. Combativo nos direitos pessoais de modo desproporcional. Não abrem mão ao serem rejeitados em um ponto de vista.

6. Repetidas suspeitas injustificadas de fidelidade conjugal. Verifica mensagens de celular, cheira a roupa do companheiro(a), procura por marcas diferentes no corpo do parceiro(a).

7. Tendência a se autovalorizar excessivamente. Estão sempre com a razão, são donos da verdade.

8. Preocupações com conspiração, intrigas infundadas. Pensam que sempre existe alguém planejando contra ele, retirá-lo do cargo, do grupo de amigos.

Visão de si: correto, vulnerável.

Visão do outro: interferente, malicioso, abusado.

Principal crença: desconfie, esteja sempre em guarda, motivos são suspeitos.

Estratégia: procurar motivos subjacentes para acusar, desconfiar, suspeitar.

Junior Ozono.

Advertisements
Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: